Como cultivar Caju      Cultivo do Caju      Plantio do Caju      Plantação de Caju   Cultivares
    


Informações:

CULTIVO DO CAJU
Veja abaixo algumas sugestões para o cultivo do caju: Como cultivar caju:
Planta exigente, o cajueiro requer altas temperaturas para seu desenvolvimento, muito sensível ao frio e às geadas, que afetam negativamente a floração e a frutificação.
A temperatura anual deve ter em média de 27ºC. Gosta de solos profundos, bem drenados areno-argilosos com boa reserva de nutrientes e pH entre 5,5 e 6,5.
A propagação tem-se por meio de estaquia, alporquia e enxerto. Obter as mudas de viveiristas idôneos e credenciados por órgãos oficiais.
Retirar as sementes de plantas sadias, vigorosas, altamente produtivas, com pseudofrutos grandes, as castanhas devem afundar em meio líquido, bem conformadas, pesando de 9 a 12 g (cajueiro comum) e 7 a 10 g (cajueiro precoce).
Passar pelo teste de densidade: são colocadas em vaso com água e aquelas que flutuarem devem ser excluidas. Em seguida, ficam ao sol (por 2 dias) para secar ou à sombra (por 5 a 6 dias), em local ventilado. Podem ser armazenadas, por pouco tempo, em latas fechadas e mantêm seu poder germinativo por 12 meses se guardadas em sacos de pano ou de papel.
Após esse período não usar mais a semente.

A área do plantio deve ser de fácil acesso, ligeiramente inclinado, próximo à fonte de água potável, longe da sombra de qualquer árvore e de plantações de cajueiros.
Os recipientes para mudas "de pé" devem ter as dimensões 25 cm x 19 cm x 0,15 mm e para plantas para enxerto 25 cm x 39 cm x 0,25 mm, usa-se sacos de polietileno com 18 furos no terço inferior.
Mudas de cajueiro anão usar recipientes com dimensões 20 cm x 24,5 cm e 26 cm x 37 cm.

O substrato para encher os sacos pode ser composto de terra superficial arenosa, esterco de curral curtido (em pó), enriquecido com 2,5 kg de superfosfato triplo e 1 kg de cloreto de potássio, por metro cúbico de substrato.
As castanhas devem ser mergulhadas em água, em seguida tratadas com fungicida, cerca de 12 a 16 horas antes do semeio.
Semeia-se 1 semente por saco com a ponta para baixo a uma profundidade de 3 cm. A germinação ocorre após 12 a 25 dias. Nos primeiros 30 dias, irrigar diariamente com meio litro de água por saco, em período seco irrigar 2 vezes por dia.

As covas abertas devem ter as dimensões de 30 x 30 x 30 cm, para terrenos leves e 40 x 40 x 40 cm, para terrenos pesados; na abertura da cova separar a terra dos primeiros 10 a 15 cm de altura.
O espaçamento para cajueiro comum deve ser de 10 x 10 m até 15 x 15 m, para cajueiro precoce 7 m x 7 m ou 9 x 7 x 7 m.

Fazer a adubação de fundação trinta dias antes do plantio, misturando 20 litros de esterco de curral em pó (bem curtido), 500 g de superfosfato simples e 100 g de cloreto de potássio à terra separada, por na cova e enchê-la com a terra restante.
O plantio deve ser feito no início da estação chuvosa, em dias nublados. No plantio direto, semeia-se 2 castanhas por cova de 3 a 6 cm de profundidade comprimindo a terra com o pé, 2 a 3 meses após germinação desbastar deixando a planta vigorosa.
No plantio com mudas, abre-se espaço na cova para o torrão, tira-se o saco e coloca-se o torrão no centro da cova apertando a terra em volta dele.
Irrigar com 20 litros de água e por capim seco ou palha em volta da muda.

Fazer capinas para prevenir a concorrência de ervas daninhas. Na poda de manutenção, tira-se os ramos "ladrões", que crescem para baixo e os que crescem sem produzir flores.
Anualmente é feita a poda de limpeza e exclue-se os ramos doentes ou secos.

Os cajueiros produzem a partir do terceiro ano, e um adulto chega a produzir mais de 1.500 frutos.
Pela manhã se faz a colheita manual. As castanhas são facilmente conservadas e o pendúculo, o caju, se ferido, arranhado, sujo de terra ou úmido fica deteriorado em poucas horas.