Retirar amostras de solo     Como retirar amostras de solo     Qual profundidade     Amostras de solo     Arvores frutíferas
    


Informações:

COMO RETIRAR AMOSTRAS DE SOLO
Dicas para retirar amostras de solo.

Para retirar amostras de solo para análise em laboratório, muitos cuidados devem ser tomados para não se obter resultados enganosos.

Mapeie a propriedade em áreas homogêneas, separando-as pelo tipo de solo, cultivo e relevo, evitando-se áreas mal drenadas, próximas a formigueiros, depósitos de adubos, rodovias ou locais com acúmulo de esterco.

Cada uma dessas áreas deverá ser uniforme quanto a côr, topografia, textura e quanto as adubações e calagem, se recebeu.


Deve-se retirar as amostras do solo, com uma enxada, enquanto o produtor caminha em "zique-zague", e colocadas em um saco plástico ou balde limpo. Normalmente são retiradas por volta de 10 a 15 amostras para uma área de até dois hectares. Misturar bem estas amostras e separar meio quilo que irá então, ao laboratório para análise.

A profundidade para retirar a terra varia conforme a intenção do produtor. No caso de plantas de pequeno porte, como milho e feijão, as amostras devem ser dos 20 cm iniciais do solo. Já em plantas de grande porte, deve-se retirar terra na profundidade de 0a 20 cm, de 21 a 40 cm e de 41 a 60 cm. Note que nestes casos o correto é a análise das três camadas, pois as plantas de grande porte exploram um volume maior do solo, principalmente as frutíferas.

Retirar amostras de solo pelo menos dois a três meses antes do plantio, pois se houver necessidade de correção com calcário, dará tempo para o solo reagir.

Fazendo-se este procedimento, de análise do solo, a produtividade será 30% maior, o custo é muito pequeno, demora poucos dias e evita o desperdício com adubação ou calagem desnecessária, gerando mais econômia em seu plantio.
Obs: Quando retirar amostras de solo, retire galhos, folhas e outros detritos que poderão alterar os resultados.